Nosso Blog

Angioplastia: Saiba Mais sobre a Cirurgia que Salva Vidas

As doenças cardiovasculares são a principal causa de mortes no mundo, segundo a OMS. Não é diferente no Brasil; somente de março a setembro de 2019, 289 mil pessoas morreram dessas patologias e isso reforça a importância de tratamentos como a Angioplastia.

Males como o infarto e o AVC ainda são algumas das maiores causas de mortes e incapacitação no país e infelizmente esse quadro se agravou durante a pandemia, quando maus hábitos se uniram ao sedentarismo em isolamento e ao estresse.

Além disso, o número de consultas, tratamentos preventivos e de acompanhamento caiu muito para priorizar o atendimento de vítimas da Covid e pelo receio das pessoas em contrair a doença em um ambiente médico.

O resultado: um aumento de 132% nas mortes por doenças do coração e circulação sanguínea em seis capitais brasileiras quando comparamos o período de março a maio de 2020 com 2019.

Mais do que nunca, a prevenção, a mudança de estilo de vida e os procedimentos cirúrgicos são essenciais para frear o ritmo de casos, reduzir a letalidade e a incapacitação física ou mental de milhões de pessoas.

Por isso, vamos falar sobre a angioplastia e o papel fundamental que ela exerce nessa luta.

angioplastia avc riscos saiba mais

 

Quais as principais doenças cardiovasculares?

As doenças cardiovasculares são aquelas que acometem o coração e o sistema cardiovascular, de vasos que fazem a circulação sanguínea chegar a todos os orgãos e extremos do corpo.

Normalmente atingem a população acima dos 50 anos e pessoas de todas as idades que adquirem hábitos de risco. Veja as principais doenças.

 

Infarto

 

Também chamada de ataque cardíaco, é a obstrução de vasos que transportam o sangue ao coração, que pode ocasionar a paralisia do órgão e a morte.

Os principais sintomas são: dor no lado esquerdo do peito e que prolonga ao ombro e o braço, falta de ar, suores, sensação de queimação no peito, desmaios, náuseas, vômitos e desmaios.

 

Hipertensão

 

É a clássica pressão alta, quando o coração precisa fazer um esforço muito maior para bombear o sangue por causa de dificuldades de circulação.

A hipertensão é um fator de risco importante para todas as demais doenças cardiovasculares. Não há sintomas, ela deve ser detectada em exames e consultas, a partir de histórico familiar ou de hábitos ruins de vida.

 

Acidente vascular cerebral (AVC)

 

Popularmente conhecida como derrame cerebral, pode ocorrer em duas situações:

  • Na obstrução completa ou parcial de um vaso de irrigação do cérebro, é o AVC isquêmico;
  • No rompimento de um vaso no cérebro, é o AVC hemorrágico.

Os principais sintomas diferem pouco entre as duas formas de derrame. Basicamente são o formigamento em um lado do corpo, dores de cabeça muito intensas, tonturas, vômitos e náuseas, perda de movimentos, paralisia facial e outros.

Quer conhecer mais sobre essa doença? Temos um artigo sobre AVC que vai ajudar você!

 

Angina

 

Ocorre quando o músculo cardíaco não recebe oxigenação adequada. Pode ser uma doença isolada ou causa de outras e se manifesta por um desconforto ou dor no peito e uma sensação forte de pressão.

 

Aterosclerose

Essa doença é bastante conhecida (e infelizmente muito comum) por ser o acúmulo de placas de gordura nas artérias. Essas placas podem se alojar em diversos locais, quando estão no cérebro, podem causar o acidente vascular cerebral.

fatores risco doencas cardiovasculares

Conheça os fatores de risco das doenças cardiovasculares

 

As doenças do sistema cardiovascular têm basicamente as mesmas causas e que se diferem em hábitos modificáveis – hábitos que podem ser mudados – e hábitos não modificáveis – idade, gênero, histórico familiar, predisposição genética.

As causas modificáveis são ligadas ao maus hábitos que assumimos no dia a dia de uma vida estressante e com poucos cuidados com a saúde física e mental: obesidade, sedentarismo, alcoolismo, tabagismo, consumo exagerado de sal e açúcar, ansiedade e estresse.

Essas causas acabam por criar doenças como o diabetes, a hipertensão e a aterosclerose que, por sua vez, desencadeiam doenças ainda mais graves como o derrame e o infarto.

Como podemos ver, são situações que as pessoas podem mudar, melhorar a qualidade de vida e evitar os riscos com essas doenças. Por outro lado, exigem esforços grandes de mudança.

 

O que é a angioplastia?

 

A angioplastia é uma cirurgia, de caráter minimamente invasivo, para abrir uma artéria que esteja total ou parcialmente obstruída por placas de gordura, o que impede que o sangue flua corretamente e irrigue orgãos do corpo.

Ao se localizar nas carótidas, as artérias localizadas nas laterais do pescoço, por exemplo, a obstrução pode impedir a irrigação correta de áreas cerebrais e impactar em diversas funções, como a fala, os movimentos e a memória – é o quadro de AVC isquêmico.

Ao abrir a artéria e retirar as placas, a angioplastia de carótidas normalizará o fluxo sanguíneo para a área de destino dele – que pode ser também os pulmões e o próprio coração – e evitar o acidente vascular.

Esse procedimento cirúrgico é indicado para diversas finalidades, além das carótidas:

  • Renal: desobstruir artérias de irrigação dos rins;
  • Mesentérica: atua na artéria do intestino;
  • Membros inferiores: para desobstrução de artérias das pernas
  • Fístula arteriovenosa: visa liberar o fluxo dessa importante artéria usada para o tratamento de hemodiálise;
  • Pulmonar: feita na artéria jugular para tratar a hipertensão pulmonar.

Como a angioplastia é realizada?

 

É um procedimento cirúrgico realizado em hospital e usando um tubo muito fino – o cateter – que é inserido na artéria da virilha ou do braço através de um pequeno corte, para alcançar a região afetada.

Ao alcançar o vaso afetado, enche-se com ar um balão que está na ponta do cateter para remover o material que está obstruindo o local. Esse método é chamado de angioplastia com balão, que vai garantir o fluxo normal do sangue.

Eventualmente e dependendo da extensão do problema cardiovascular, o cirurgião pode colocar um stent após usar o balão – uma espécie de tela de aço cirúrgico que funciona como um suporte para que a artéria se mantenha sempre aberta.

Todo o caminho do cateter até a região é monitorado pelo médico através de raio-X e usando um contraste injetado pelo próprio tudo. Isso permite que o cirurgião saiba exatamente quando o equipamento estiver na região correta.

A angioplastia é feita normalmente com  anestesia local no local do corte e, caso seja necessário, o paciente receberá um sedativo para relaxamento, pois o procedimento é indolor.

Sua duração é de cerca de uma hora, todo o processo é muito seguro e com possibilidades mínimas de complicações.

De qualquer forma, é fundamental garantir que seja feita por uma clínica especializada em angioplastia em Campinas para que todos os protocolos e cuidados sejam tomados visando garantir a segurança da intervenção cirúrgica.

angioplastia com é feita

Como é a recuperação pós-operatória da angioplastia?

 

O paciente ficará internado para reduzir o risco de hemorragia e para avaliação de alguma infecção. Esse prazo pode ser de 24 a 48 horas e é importante para o sucesso da cirurgia.

Ao voltar para casa, existe uma série de recomendações a cumprir nos dois primeiros dias:

  • Evitar esforços como carregar pesos e atividades físicas;
  • Não subir escadas;
  • Beber bastante líquido (oito copos de água por dia) para fortalecer a recuperação e eliminar ao contraste;

Uso de medicamentos após a angioplastia

 

As pessoas submetidas à cirurgia de desobstrução de artérias devem tomar aspirina por tempo indeterminado e ticagrelor e clopidogrel no caso de uso de stent, para evitar que coágulos sejam formados.

 

Existem complicações pós-operatórias na angioplastia?

 

Apesar de a cirurgia de desobstrução de artérias ser bastante segura e com baixo nível de complicações, existem o risco de formar coágulos, hemorragia ou uma infecção.

Por este motivo é tão importante que o paciente fique em observação na internação e cumpra todas as orientações dadas pelo médico após a alta hospitalar.

De qualquer forma, caso ocorra algum dos sintomas abaixo, deve-se procurar um socorro médico imediato.

  • Dor, desconforto ou sangramento no local do corte;
  • Febre superior a 37,5ºC;
  • Inchaço e vermelhidão no local de inserção do cateter;
  • Dor no peito;
  • Dificuldade para respirar;
  • Dormência em um lado do corpo;

Quais os cuidados para obter o sucesso com a angioplastia?

 

Uma angioplastia bem-sucedida atinge seu objetivo sem acidentes e permite que a pessoa possa retomar sua vida normal – ou o máximo possível dela. Porém, o sucesso completo dependerá muito dos cuidados com a saúde no dia a dia.

São hábitos simples, que devem estar sempre em nossas vidas:

  • Seguir a medicação prescrita;
  • Não fumar em hipótese alguma;
  • Manter baixos os níveis do colesterol ruim (LDL);
  • Manter o peso adequado;
  • Seguir uma alimentação saudável, com pouca gordura, sal e açúcar;
  • Controlar rigorosamente doenças existentes – hipertensão, diabetes;
  • Manter atividades físicas regulares e apenas as autorizadas pelo médico.

como prevenir doencas cardiovasculares

É possível evitar as doenças cardiovasculares?

 

Sim, mas a única forma é ter um estilo de vida o mais saudável possível.

Do contrário, soluções como a intervenção cirúrgica serão inevitáveis, mas as melhores para reverter o quadro, permitir o retorno à vida normal com o menor impacto funcional possível e até mesmo afastar o risco de morte.

Portanto, siga as orientações médicas para evitar doenças do sistema cardiovascular:

  • Alimente-se de forma saudável, com produtos funcionais e nutritivos;
  • Evite o sal, o açúcar e as gorduras em excesso;
  • Reduza ao máximo o consumo de álcool (ou elimine);
  • Elimine o tabagismo;
  • Pratique atividades físicas regularmente;
  • Procure o sono reparador, com a quantidade de horas necessárias;
  • Cuide de perto das doenças crônicas existentes;
  • Evite ao máximo as situações contínuas de estresse e ansiedade;
  • Cultive hobbies e métodos de relaxamento e descanso.

Com essas decisões simples – e possíveis – você terá uma vida com qualidade e o mínimo de risco para aproveitar todos os momentos sem preocupações!

A ANGIOGRAPH sempre estará presentes nos momentos mais importantes da saúde vascular. Nosso foco é eliminar problemas vasculares que impedem você de ter uma vida plena de qualidade.

Temos todos os cuidados profissionais que você merece para não sofrer mais com problemas endovasculares.

Faça um pré-agendamento e conheça o nosso trabalho. É só clicar aqui!

A sua saúde é a nossa prioridade.

Angiograph
A sua saúde é a nossa prioridade